domingo, 23 de janeiro de 2011

A descoberta de Miguel e Joana


  Miguel e Joana eram dois irmãos gémeos cujos pais tinham morrido num acidente quando eles ainda eram bebés. Tinham agora 11 anos e viviam num orfanato onde apenas estavam cinco crianças sem contar com eles.
  Viviam um pouco infelizes porque não gostavam muito dos outros miúdos, e as únicas coisas com que eles se entretiam era jogando à bola ou lendo os livros, que Joana já lera muitas vezes, porque no orfanato haviam muito poucos livros juvenis.
  Tinham dois professores. Um, o Sr. Alberto, ensinava história, matemática e ciências. O outro, o Sr. Jaime, ensinava língua portuguesa, geografia e inglês. Tinham aulas numa sala muito pequena, desarrumada e cheia de objectos e utensílios para as aulas, cheios de pó e muito velhos.
  Tinham uma biblioteca grande, com muitos livros fechados à chave em prateleiras muito grandes e altas. Na biblioteca havia uma porta a dizer "Acesso Proíbido" em letras grandes e vermelhas, que despertavam a curiosidade de Miguel e Joana pois nem mesmo os professores lá entravam.
  Certa noite, Miguel não tinha sono nenhum. Então, decidiu ir dar um passeio pelo orfanato. Acendeu uma vela, e lá foi. Mal estava a 3 ou 4 metros do dormitório dos rapazes, começou a ouvir passos atrás dele.
- Eh! Quem está aí? - Perguntou ele.
- Calma, sou eu! - Respondeu Joana.
- Também não consegues dormir?
- Não. Ia continuar a ler o "Moby DicK" ou folhear a VISÃO Júnior quando tu apareceste - disse ela.
  Então, continuaram os dois a caminhar em silêncio até que chegaram à biblioteca. Para grande surpresa deles, a porta de "Acesso Proinído" estava aberta. Muito excitados, foram até lá. No interior havia uma sala normal com televisão, um aparelho a dizer Wii e um jogo para esse tal aparelho que eles nunca tinham ouvido falar. Dizia "Wii Sports". Puseram o jogo, agarraram numas coisas para pôr na mão que faziam parte da Wii e começaram a jogar. Viram que se podia jogar bowling, ping pong, boxe, golf, ténis e basebol. Decidiram jogar ping pong e, para surpresa deles, um dos bonecos da Wii disse-lhes:
- Olá! Espectacular, crianças!
Os miúdos ficaram espantados. Nunca tinham visto um aparelho assim, quanto mais um boneco de um jogo a falar com eles.
- Quem és tu? - Perguntou Miguel.
- Eu sou o Will e aquela é a Wii - disse apontando para a outra boneca que entretanto lhes acenou - e nós éramos antigos professores de educação física - acrescentou.
- Mas como? Nós já estamos aqui há algum tempo e só hoje é que vos descobrimos! - Exclamou Joana.
- Pois. Claro! É melhor contar-vos a história do princípio. O Director do orfanato trouxe-nos há um ano para aqui. E só os que tivessem onze anos é que nos poderiam utilizar.
  Na altura, vocês ainda tinham dez anos... Certo dia, o director reparou que as notas dos dosi únicos rapazes com onze anos começavam a baixar, e pensou que era por nossa causa. Mas eram eles que se andavam a desleixar. Então, pensou que nós podíamos prejudicar os outros miúdos e fechou-nos aqui. Hoje, a empregada veio limpar e deixou a porta aberta. E tanto eu como a Wii tínhamos saudades de voltar a ensinar - suspirou o Will.
  Então, o Miguel e a Joana tiveram uma grande ideia. Jogaram só um pouco, despediram-se dos dois e foram para os dormitórios.
  No dia seguinte, logo pela manhã, foram falar com o director - o Sr. Rogério.
- Bom dia, meninos. O que vos traz por cá tão cedo? - Perguntou o director.
- Sr. Rogério, nós descobrimos a Wii - respondeu Miguel.
  O director ficou muito branco, e quando conseguiu falar, disse:
  Vocês entraram na sala de acesso proibido?! Vocês não sabem ler? - Questionou muito severo o director.
- Sr. Rogério, ontem à noite nós não tínhamos sono nenhum e fomos dar um passeio pelo orfanato.        Chegámos à biblioteca e vimos que a empregada se tinha esquecido de fechar a porta proibida. Fomos lá espreita, encontrámos o Will e a Wii. O Will contou-nos a história dele e nós viemos perguntar-lhe se também podíamos ter aulas com eles, duas ou três vezes por semana - pediu Joana.
- Está bem, convenceram-me. Mas não baixem as notas!
  E desde aí, as sete crianças do orfanato viveram muito mais alegres graças à Wii.

Hugo Formiga, 6.º D

Sem comentários:

Enviar um comentário

Halloween party 2019

Na Biblioteca festejámos o Halloween de forma muito divertida.